Anúncio Ammunation

“A culpa é da polícia, eles são os principais responsáveis”, desabafa moradora de Idlewood

Nos últimos dias, Idlewood foi protagonista de uma série de crimes, mortes e interferências policiais, não é novidade nenhuma que a população de Los Santos está amedrontada com o estado atual do bairro, e o medo da população precisa ser enfrentado; uma vez que a pobreza assola a localidade, como será mostrado em entrevista.

Com o aumento da violência nas ruas de Idlewood e a abordagem policial constante nos últimos dias, a necessidade da população de comentar o caso se tornou extremamente necessária, uma vez que o lado dos cidadãos não foi levado em consideração – ressalta-se que nem todos os moradores que residem do bairro são, necessariamente, criminosos. Isso é um pensamento extremamente ignorante.

Michelle Parvin, uma de nossas repórteres, entrevistou uma dona de casa e moradora de Idlewood, ela revelou detalhes exclusivos da sua opinião sobre o motivo de toda a crueldade que Idlewood enfrenta.

M.P: Bom dia, dona Rubi. Prometo não tomar muito do seu tempo. Só tenho algumas perguntinhas. Devo começar com a clássica: a senhora se sente segura no bairro que vive?
D.R: Como posso me sentir segura quando se há dois, três, até quatro tiroteios por dia nessa área? Tenho muito medo de sair de casa hoje em dia, e olha que eu moro aqui faz muito tempo.
M.P: Pode comparar a violência de hoje com a de um passado não tão distante, senhora?
D.R: Vou te falar o que mudou, jovem: nossa vizinhança foi marcada. Policiais matam nossas crianças todos os dias sem mais nem menos e fica tudo por isso mesmo. Eles acham que todos aqui são marginais, e nós, famílias, acabamos pagando com a vida no meio desse tiro cruzado.
M.P: Então a senhora julga que a violência policial é a mais alarmante do que os bandidos e traficantes que dominam a área?
D.R: Nossa comunidade tem uma boa relação. Temos proteção e paz. Mas para a polícia é muito fácil abordar todo jovem negro que vê pela rua e tratar como se fosse um bandido.
M.P: Mas e quanto a toda essa briga por território e conflito entre facções. Os civis não ficam no meio do fogo cruzado?
D.R: Eles não nos envolvem nisso. E, como disso, temos nossa proteção. A polícia que é o maior culpado, malditos sejam!

”Entrevistada, Dona Rubi expõe seu ponto de vista em relação à onda de violência”